[Voaram e Sonharam]


[Sobre Mim]

:Nome: Borboleta_Azul
:Gosto: dos amigos, bebes, animais, musica, dancar, passear, cinema, etc..
:Detesto: inveja, injustica, vinganca, odio, falsidades...
:Musica: todo tipo ms essencialmente Romantica...

Meu humor atual - i*Eu

[Contatos]

:E-mail: borboleta_azul_@msn.com
[Sonhos]

[Sonhos passados]

[Web./Bloggers e Blogspots]

[ A ]
Alguem Perdido
Alma de Poeta
Alma do meu Sonho
Art of Love
[ B ]
Blog Kalido
[ C ]
Clave de Lua
[ D ]
Desejos de Alguem
[ E ]
Eelko Van Mulder
Entre Linhas
Escrevo enqto chove la fora
Escrita Nocturna
[ F ]
Fragilidades no Vazio
Fragmentos da Lua
[ G ]
[ H ]
Horas Negras
[ I ]
[ J ]
Jardim de Poesia
[ L ]
Luz na Escuridao
[ M ]
Myalllife
[ N ]
[ O ]
O grito do silencio
O livro do po
O Meu Olhar sobre o Mundo
O Nosso Abrigo
[ P ]
[ Q ]
[ R ]
Rebecca & Familia
Retalhos da Alma
[ S ]
Sera o amor impossivel?
Sentidos Ocultos
Syncope - Joao da Cal
[ V ]
Vida Amor e Riso


[Blogs Sapo]

[ A ]
Arlequim
Luto por Voce
Mente Conspiradora


[ layout por ]

Templates By Marina
Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com

26.1.05



Meu Amor Posted by Hello

De ti somente um nome sei, Amor,
E pouco, e muito pouco e e bastante
Para que esta paixao doida e constante
Dia apos dia cresca com vigor!

Como de um sonho vago e sem fervor
nasce assim uma paixao tao inquietante!
Meu doido coracao triste e amante
Como tu, buscas o ideal na dor!

Isto era so quimera, fantasia,
Magoa de sonho que se esvai num dia,
Perfume leve dum rosal do ceu...

Paixao ardente, louca, isto e agora,
Vulcao que vai crescendo hora por hora...
O meu amor, que imenso amor o meu!

(Florbela Espanca)

Meu amor, quero-te aqui juntinho a mim!
Sinto saudades de ti...


postado por borboleta_azul as 5:11 PM
..:::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::..

10.1.05



A mariposa... Posted by Hello

Conta a lenda que uma jovem mariposa de corpo fragil e alma sensivel - voava ao sabor do vento certa tarde, quando viu uma estrela muito brilhante, e se apaixonou. Excitadissima, voltou imediatamente para casa, louca para contar a mae que havia descoberto o que era o amor.

- Que bobagem! - foi a resposta fria que escutou. - As estrelas nao foram feitas para que as mariposas possam voar em torno delas. Procure um poste ou um abajur, e se apaixone por algo assim; para isso nos fomos criadas.

Decepcionada, a mariposa resolveu simplesmente ignorar o comentario da mae, e permitiu-se ficar de novo alegre com a sua descoberta.
"Que maravilha poder sonhar!" pensava.
Na noite seguinte, a estrela continuava no mesmo lugar, e ela decidiu que iria subir ate o ceu, voar em torno daquela luz radiante, e demonstrar seu amor.

Foi muito dificil ir alem da altura com a qual estava acostumada, mas conseguiu subir alguns metros acima do seu voo normal. Entendeu que, se cada dia progredisse um pouquinho, iria terminar chegando na estrela, entao armou-se de paciencia e comecou a tentar vencer a distancia que a separava de seu amor.
Esperava com ansiedade que a noite descesse, e quando via os primeiros raios da
estrela, batia ansiosamente suas asas em direcao ao firmamento.

Sua mae ficava cada vez mais furiosa:
- Estou muito decepcionada com a minha filha - dizia. - Todas as suas irmas, primas e sobrinhas ja tem lindas queimaduras nas asas, provocadas por lampadas! So o
calor de uma lampada e capaz de aquecer o coracao de uma mariposa; voce devia deixar de lado estes sonhos inuteis, e arranjar um amor que possa atingir.

A jovem mariposa, irritada porque ninguem respeitava o que sentia, resolveu sair de casa. Mas, no fundo - como, alias, sempre acontece - ficou marcada pelas palavras da mae, e achou que ela tinha razao.

Por algum tempo, tentou esquecer a estrela e apaixonar- se pela luz dos abajures de casas suntuosas, pelas luminarias que mostravam as cores de quadros magnificos,
pelo fogo das velas que queimavam nas mais belas catedrais do mundo. Mas seu coracao nao conseguia esquecer a estrela, e, depois de ver que a vida sem o seu verdadeiro amor nao tinha sentido, resolveu retomar sua caminhada em direcao ao ceu.

Noite apos noite, tentava voar o mais alto possivel,mas quando a manha chegava, estava com o corpo gelado e a alma mergulhada na tristeza. Entretanto, a medida que ia ficando mais velha, passou a prestar atencao em tudo que via a sua volta. La do alto, podia enxergar as cidades cheias de luzes, onde provavelmente suas primas, irmas e sobrinhas ja tinham encontrado um amor. Via as montanhas geladas,os oceanos com ondas gigantescas, as nuvens que mudavam de forma a cada minuto. A mariposa comecou a amar cada vez mais sua estrela, porque era ela quem a empurrava para ver um mundo tao rico e tao lindo.

Muito tempo se passou, e um belo dia ela resolveu voltar a sua casa. Foi entao que soube pelos vizinhos que sua mae, suas irmas, primas e sobrinhas, e todas as mariposas que havia conhecido ja tinham morrido queimadas nas lampadas e nas chamas das velas, destruidas pelo amor que julgavam facil.

A mariposa, embora jamais tenha conseguido chegar a sua estrela, viveu muitos anos ainda, descobrindo toda noite algo diferente e interessante. E compreendendo que, as vezes, os amores impossiveis trazem muito mais alegrias e beneficios que aqueles que
estao ao alcance de nossas maos.

Paulo Coelho


[ Bela Reflexao nao acham?? ]

postado por borboleta_azul as 2:01 PM
..:::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::..

29.12.04



Numa tarde de Outono Posted by Hello

A tarde de outono ostentava um
formoso ceu azul, enfeitado de nuvens brancas,
que brincavam de ser figuras de ovelhas, dragoes,
estatuas e borboletas.

As arvores, com suas folhas vermelhas, marrons
e douradas, desenhavam uma deslumbrante tela,
de perfeito pintor.

Raios de sol penetravam por entre as arvores,
que filtravam luzes encantadas.


 Posted by Hello

Mas as bolhas de sabao, delicadas e frageis,
retiravam os olhares de todo este
cenario luminoso e colorido.

Sob o ceu brilhante, elas flutuavam leves,
transparentes e multicoloridas, atraindo
olhares de criancas e adultos.

Estas esferas diafanas executavam uma
danca de finos cristais, embaladas pela tenue
melodia do vento, pelo ruido alegre dos passantes,
pela musica inaudivel da beleza do mundo.

Como a vida, esta flor unica e perfumada,
esta estrela de reflexos inesqueciveis,
este anjo meigo que chegou como um presente.

Por instantes, fico perdida na multidao da rua,
pequena, confusa, ao identificar-me
com as hipnoticas bolinhas de luz.

...E de repente eu era uma bolha de sabao no
meio da tarde, no meio das arvores,
no meio das nuvens...
Uma bolha dancante,uma lagrima flutuante, um brilho provisorio...




postado por borboleta_azul as 1:38 PM
..:::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::..

23.12.04



Quero voar... Posted by Hello

Eis que no cimo de um penhasco me encontro
Olho para baixo e vejo o abismo...
Tenho medo de saltar… pois nao sei voar...
Mas se nao saltar nunca irei aprender a voar!
Aprender a voar e seguir o rumo da vida.
Irei aprender a voar!
Se cair, terei de escalar novamente as escarpas
Dessa montanha agreste...
A vida!
O ceu infinito esta la...
A vida repleta de acontecimentos
Experiencias de vida quase inexistentes nas frageis asas
E poucas penas de sabedoria!
Quero voar, sentir, viver, amar, crescer, construir!...
Mas se voltar a cair...
Espero voltar a voar bem alto!...


postado por borboleta_azul as 3:06 PM
..:::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::..

17.12.04



O som do silencio... Posted by Hello

O silencio tem vozes que todos se recusam a escutar
Vozes que enlouquecem
Vozes que emudecem
O som do silencio e predador
Esperando que alguem o escute
O entenda
Para enfim se pronunciar
Mas se recusam a escutar
A mais bela cancao
A pior melodia
O som do silencio nao se pode reproduzir
Ele e o som do mar
O som da terra
Som do fogo
Som do ar
Ele e conspirante da morte
Ele faz ilusoes
E amigo do tempo
Inimigo do amor
Mas engana o tempo
E se provine no amor
Ele esta presente
Olhando...
Procurando...
O som do silencio...


postado por borboleta_azul as 2:11 PM
..:::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::..

15.12.04



A noite esta fria Posted by Hello

A noite esta fria
A lua solitaria ilumina coracoes
Coracoes que sentem, que sofrem...
Coracoes que vagueiam na solidao!...
A noite e solitaria...
Hoje ha luar
O vento sopra suave e calmo...
Zefiro suave que ondula meu cabelo
e me acarinha a pele...
As estrelas sao as unicas que me acompanham
E eu continuo aqui a sonhar
Sentindo o vento suave
Sentindo.... apenas isso...
Continuo a escrever
Tentando mais uma vez
Parar de sonhar...
A Lua brilha....
Brilha no ceu onde tudo passa...
Tambem nos passamos
Passamos por esta vida que nos consola...
Mae... madrasta....
Parar... Pensar... Sentir...
Sentir o vento no rosto...


postado por borboleta_azul as 1:20 PM
..:::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::..

10.12.04



Eu quero doar amor! E tu queres? Posted by Hello


Apenas na imaginacao
o amor promete felicidade eterna,
pois pela experiencia
descobrimos suas incontaveis duvidas...
O amor, as vezes e alegria,
as vezes e paixao,
as vezes compreende momentos
de doce serenidade entre os risos e a tristeza.
Em geral, o amor e suavidade,
embora possa tambem ferir.
O amor esta em constante mutacao
e se num instante um sorriso
podera fazer-nos diminuir o passo,
em outro talvez surja um sinal de perigo
que nos impelira a avancar para agir, reagir,
enfim, fazer o necessario,
tomando uma decisao rapida.
O amor e muitas coisas, mas muitas ele nao e.
O amor nao envergonha.
O amor nao pune.
O amor nao se vangloria, critica, degrada ou diminui.
As vezes pensamos que estamos repletos de amor,
mas egoisticamente atendemos
nossas necessidades antes das do outro.
Contudo, quando expressamos verdadeiramente
nosso amor por alguem, nao ha como nao
reconhecer o calor agradavel que nos invade.
Como e simples ser um doador de amor!
Mas como nos esquecemos disso
quando as oportunidades surgem?


(**Desculpem a falta de acentos e cedilhas, mas...
tenho que escrever assim...espero que entendam!**)

postado por borboleta_azul as 10:48 AM
..:::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::..